Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1437
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOrair, Rodrigo Octávio-
dc.contributor.authorSantos, Cláudio Hamilton Matos dos-
dc.contributor.authorSilva, Wesley de Jesus-
dc.contributor.authorBrito, José Mauricio de Mello-
dc.contributor.authorSilva, Hilton Leal-
dc.contributor.authorRocha, Wanderson Silva-
dc.contributor.authorFerreira, Alessandra dos Santos-
dc.coverage.spatialBrasilpt_BR
dc.coverage.temporal2004-2010pt_BR
dc.date.accessioned2013-07-11T18:46:33Z-
dc.date.available2013-07-11T18:46:33Z-
dc.date.issued2011-07-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1437-
dc.description.abstractAtualmente, inexistem no Brasil dados agregados oficiais de alta frequência sobre as finanças públicas municipais. Este trabalho desenvolve metodologia de cálculo destas séries fundamentada em dois procedimentos básicos. Primeiramente, na utilização de técnicas de agrupamento (cluster) e imputação para formar um painel de dados anuais com a arrecadação dos 5.563 municípios brasileiros e do Distrito Federal no período 2002-2010. Em segundo lugar, em técnicas de amostragem aleatória estratificada e desagregação temporal para estimar séries mensais agregadas - para o período 2004- 2010 - com base em amostra de 297 municípios. Combina-se o uso de duas fontes primárias: os dados anuais da base Finanças do Brasil (Finbra) - Dados Contábeis dos Municípios, da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), e as informações mensais dos ainda relativamente inexplorados Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREOs), criados pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A metodologia foi aplicada na construção de estimativas mensais inéditas da arrecadação agregada do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), os dois principais tributos arrecadados na esfera municipal. O trabalho discute, ainda, alguns fatos estilizados encontrados nos dados da arrecadação do IPTU e do ISS no período em questão.pt_BR
dc.language.isopt-BRpt_BR
dc.publisherInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.titleUma metodologia de construção de séries de alta frequência das finanças municipais no Brasil com aplicação para o IPTU e o ISS: 2004-2010pt_BR
dc.title.alternativeTexto para Discussão (TD) 1632: Uma metodologia de construção de séries de alta frequência das finanças municipais no Brasil com aplicação para o IPTU e o ISS: 2004-2010pt_BR
dc.typeTexto para Discussão (TD)pt_BR
dc.rights.holderInstituto de Pesquisa Econômica Aplicadapt_BR
dc.source.urlsourcehttp://www.ipea.gov.brpt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.description.physical47 p. : il.pt_BR
dc.rights.licenseÉ permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.pt_BR
dc.subject.keywordFinanças municipaispt_BR
dc.subject.keywordSéries de alta frequênciapt_BR
dc.subject.keywordImposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)pt_BR
dc.subject.keywordImposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS)pt_BR
ipea.description.objectivePropor uma metodologia de construção de séries de alta frequência para as arrecadações agregadas do IPTU e do ISS.pt_BR
ipea.description.methodologySegue a abordagem estatística (não econométrica) para a estimação das séries mensais das finanças públicas municipais por grupos homogêneos de municípios e realiza o ajuste prévio ao dado anual de referência para formar a base Finbra/Imputado, na linha de Orair et al. (2010). A metodologia foi aplicada na estimação de séries agregadas mensais – para o período de 2004 a 2010 – das arrecadações do IPTU e do ISS, os dois principais tributos na esfera municipal.pt_BR
ipea.description.additionalinformationSérie monográfica: Texto para Discussão ; 1632pt_BR
ipea.description.additionalinformationReferências Bibliográficas: possui referências bibliográficaspt_BR
ipea.description.additionalinformationConteúdo: possui anexopt_BR
ipea.access.typeAcesso Abertopt_BR
ipea.rights.typeLicença Comumpt_BR
ipea.englishdescription.abstractTaxes levied by Brazil`s 5.563 municipalities are significant components of the country`s aggregate gross tax burden. However, official high-frequency aggregate data on these revenues are unavailable as of this moment. This paper develops a methodology for estimating them. Two procedures are adopted: i) cluster and interpolation techniques, in order to construct a panel with the annual revenues of all 5.563 Brazilian municipalities (and Brasilia, the country`s capital) from 2002 to 2010; and ii) stratified random sampling and temporal disaggregation procedures, in order to estimate aggregate monthly revenues from a sample of 297 municipalities. Two primary sources of data are combined: annual data from Finanças do Brasil (Finbra) - Dados Contábeis dos Municípios from the Ministry of Finance and monthly data from the still relatively unknown Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREOs). The methodology was employed in the construction of monthly estimates of the revenues of the two most important Brazilian local taxes from 2004 to 2010. The paper also discusses some "stylized facts" found in the disaggregated annual data and aggregated high frequency data on the tax revenues of Brazilian municipalities.pt_BR
ipea.researchfieldsN/Apt_BR
ipea.classificationFinanças Públicas. Bancos. Sistema Monetáriopt_BR
Appears in Collections:Sistema Monetário. Finanças. Bancos: Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
td_1632.pdf4.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.