Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1441
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorKubota, Luis Claudio-
dc.contributor.authorMilani, Daniele Nogueira-
dc.contributor.otherCavalcante, Eric Jardim (Colaborador)-
dc.contributor.otherSilva, Wesley de Jesus (Colaborador)-
dc.coverage.spatialBrasilpt_BR
dc.date.accessioned2013-07-11T19:08:05Z-
dc.date.available2013-07-11T19:08:05Z-
dc.date.issued2011-03-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1441-
dc.description.abstractCom a emergência da internet, cresce a cada dia o comércio eletrônico, no Brasil e no mundo. Em 2007, a adoção deste ainda era muito pouco difundida entre as firmas comerciais brasileiras, mesmo considerando-se apenas as com 20 ou mais pessoas ocupadas. Destas 38.339 firmas, apenas 855 adotam a prática. A implantação desse tipo de inovação propicia redução de custos de transação para as firmas, mas, por outro lado, exige que as empresas reorganizem sua logística e sua estrutura de tecnologia de informação (TI) e possuam pessoal qualificado para atender a esse tipo de serviço. Essas melhorias poderiam ser alvo de políticas públicas de incentivo. O presente estudo procurou desenvolver uma pioneira avaliação dos efeitos do e-commerce na economia brasileira. Mais especificamente, analisaram-se os efeitos da adoção dessa forma de inovação na produtividade do trabalho nos setores de atacado e varejo. O estudo utiliza uma metodologia econométrica que procura contemplar os possíveis impactos de endogeneidade e viés de seleção. Ou seja, procura controlar o possível viés causado pelo fato de que a escolha das firmas adotarem ou não o e-commerce pode ser influenciada pela produtividade. A pesquisa utiliza microdados da Pesquisa Anual de Comércio (PAC) 2007, do Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística (IBGE). A metodologia foi utilizada por Bertschek, Fryges e Kaiser (2004) para avaliar o impacto de comércio eletrônico entre firmas (business-to-business) na produtividade de empresas alemãs.pt_BR
dc.language.isopt-BRpt_BR
dc.publisherInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.titleOs efeitos do e-commerce na produtividade das firmas comerciais no Brasilpt_BR
dc.title.alternativeTexto para Discussão (TD) 1585: Os efeitos do e-commerce na produtividade das firmas comerciais no Brasilpt_BR
dc.title.alternativeThe effects of e-commerce in the productivity of commercial firms in Brazilpt_BR
dc.typeTexto para Discussão (TD)pt_BR
dc.rights.holderInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.source.urlsourcewww.ipea.gov.brpt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.description.physical31 p.pt_BR
dc.rights.licenseÉ permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.pt_BR
dc.subject.keywordE-commercept_BR
dc.subject.keywordComércio eletrônicopt_BR
dc.subject.keywordComércio pela internetpt_BR
ipea.description.objectiveDesenvolver uma pioneira avaliação dos efeitos do e-commerce na economia brasileira.pt_BR
ipea.description.additionalinformationSérie monográfica: Texto para Discussão ; 1585pt_BR
ipea.description.additionalinformationReferências bibliográficas: possui referências bibliográficaspt_BR
ipea.access.typeAcesso Abertopt_BR
ipea.rights.typeLicença Comumpt_BR
ipea.englishdescription.abstractWith the emergence of the internet, the e-commerce grows on daily basis, in Brazil and in the world. In 2007 was still very low by Brazilian trade firms, even considering only fi rms with 20 or more employees. Only 855 firms adopted this practice in a total of 38.339 firms. Th e set up of this kind of innovation allows reduction of transaction costs, but, in the other hand, it demands logistics and information technology upgrades, and also qualifi ed personnel. Theses improvements could dealt by public policies. Th e current studied developed a pioneering evaluation of the eff ects of e-commerce in the Brazilian economy. More specifi cally, the eff ects of adoption of this kind of innovation in the productivity of wholesale and retail firms were analyzed. Th e studied followed an econometric methodology that tries to control the possible eff ects of endogeneity and self-selection bias. In other words, it tries to control the possible bias caused by the fact that the choice of adoption or not e-commerce might be infl uenced by the productivity. Th e study used microdata of the 2007 Annual Trade Survey (Pesquisa Annual de Comércio), by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (Instituto Brasileiro de Geografi a e Estatística, the Brazilian nacional statistics agency). Th e methodology was used by Bertschek, Fryges and Kaiser (2004) to evaluate the impact of business-to-business e-commerce on the productivity of German firms.pt_BR
ipea.researchfieldsInfraestrutura Econômica, Social e Urbanapt_BR
ipea.classificationComércio Internopt_BR
ipea.classificationEconomia. Desenvolvimento Econômicopt_BR
Appears in Collections:Comércio Interno: Livros
Economia. Desenvolvimento Econômico: Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD_1585.pdf457.38 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.