Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1794
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTafner, Paulo-
dc.contributor.otherGiambiagi, Fabio (Críticas e sugestões)-
dc.contributor.otherCamarano, Ana Amélia (Críticas e sugestões)-
dc.contributor.otherSilva, Marcos Eugênio da (Críticas e sugestões)-
dc.contributor.otherCarvalho, Márcia Marques de (Críticas e sugestões)-
dc.contributor.otherAmorim, Octávio (Críticas e sugestões)-
dc.contributor.otherSantos, Wanderley Guilherme dos (Críticas e sugestões)-
dc.coverage.spatialBrasilpt_BR
dc.coverage.spatialPaíses da Europapt_BR
dc.coverage.spatialPaíses da Américapt_BR
dc.coverage.spatialPaíses da Ásiapt_BR
dc.date.accessioned2013-09-20T15:30:23Z-
dc.date.available2013-09-20T15:30:23Z-
dc.date.issued2007-03-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1794-
dc.description.abstractO presente trabalho realiza minucioso levantamento das regras de acesso e de fixação de valor de benefícios de 20 países da Europa, da América e da Ásia, comparando-as com as do sistema brasileiro. No caso das pensões por morte, verifica-se que no Brasil não há praticamente nenhuma condição de qualificação para o recebimento do benefício, o que coloca seu sistema entre os mais generosos do mundo. Constata-se também que, dos países analisados, o Brasil é o que possui regras menos restritivas para a concessão de aposentadorias programadas. Entre os países analisados, todos definiram limite mínimo de idade e a maioria não diferencia a condição de acesso por sexo nem por categoria econômica. Após a comparação, realizou-se um exercício empírico de simulação da aplicação das regras específicas de cada país ao contingente populacional brasileiro, mostrando que em todos os casos haveria redução do número de beneficiados ou redução do valor do benefício ou ambos. Finalmente, foram utilizados os resultados da aplicação de um caso paradigmático em que não houvesse nenhuma exclusão do sistema e todo o ajuste fosse feito no valor do benefício. Com o volume de recursos poupados, simulou-se o impacto dessa “mudança de regras” em pobreza e desigualdade. Os resultados indicam redução dos níveis de pobreza entre crianças e jovens e estabilidade do nível de pobreza entre os segmentos beneficiários da previdência social.pt_BR
dc.language.isopt-BRpt_BR
dc.titleSimulando o desempenho do Sistema Previdenciário e seus efeitos sobre pobreza sob mudanças nas regras de pensão e aposentadoriapt_BR
dc.title.alternativeTexto para Discussão (TD) 1264: Simulando o desempenho do Sistema Previdenciário e seus efeitos sobre pobreza sob mudanças nas regras de pensão e aposentadoriapt_BR
dc.title.alternativeSimulating the performance of the social security system and its effects on poverty from changes in pension rules and retirementpt_BR
dc.typeTexto para Discussão (TD)pt_BR
dc.rights.holderInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.source.urlsourcewww.ipea.gov.brpt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.description.physical39 p. : il.pt_BR
dc.rights.licenseÉ permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.pt_BR
dc.subject.keywordSistema previdenciáriopt_BR
dc.subject.keywordRegras de fixação de valor de benefíciospt_BR
dc.subject.keywordRegras de pensão e aposentadoriapt_BR
dc.subject.keywordAposentadorias programadaspt_BR
ipea.description.additionalinformationSérie monográfica: Texto para Discussão ; 1264pt_BR
ipea.description.additionalinformationReferências bibliográficas: possui referências bibliográficaspt_BR
ipea.access.typeAcesso Abertopt_BR
ipea.rights.typeLicença Comumpt_BR
ipea.englishdescription.abstractIn this paper we elaborate a detailed survey concerning the access rules to public pensions benefits across twenty European, Asian and American countries, which are then compared to the Brazilian system. This system has practically no constraint upon death pensions claims, what makes it one of the world’s most generous arrangements. In the case of retirement benefits, among the sample countries Brazil is the country with the laxest rules for scheduled retirement concessions. Unlike Brazil, all of them define a minimum age limit and most do not distinguish between genders or among social categories. Following this comparison, we empirically simulate the application of each country’s different rules to the Brazilian demographic pattern. We attest that in all of these cases there is either a reduction of beneficiaries, a cut in the value of the benefits, or both. Finally, we estimate the hypothetic case where we decreased the value of the benefit, but no exclusion of beneficiaries was made. Using that potentially saved amount, we estimated the impact on poverty and on income distribution of an alternative redistribution of that sum. The results indicate a fall in the level of poverty among children and teenagers and stability in the poverty level among the usual public pensions system beneficiaries.pt_BR
ipea.researchfieldsN/Apt_BR
ipea.classificationPrevidência. Previdência Socialpt_BR
Appears in Collections:Previdência. Previdência Social: Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD_1264.pdf894.05 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.