Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1965
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD_1256.pdf291.88 kBAdobe PDFView/Open
Title: A importância da queda recente da desigualdade na redução da pobreza
Other Titles: Texto para Discussão (TD) 1256: A importância da queda recente da desigualdade na redução da pobreza
The importance of the recent fall in inequality in poverty reduction
Authors: Barros, Ricardo Paes de
Carvalho, Mirela de
Franco, Samuel
Mendonça, Rosane
Abstract: Neste estudo, buscamos documentar a contribuição da queda recente da desigualdade para o crescimento da renda dos mais pobres e, consequentemente, para a redução da pobreza e da extrema pobreza no país. Investigamos, em primeiro lugar, o crescimento da renda dos mais pobres. Demonstramos que, entre 2001 e 2005, houve crescimento anual de 0,9% da renda nacional, porém os mais ricos perderam. A taxa de crescimento anual da renda dos 10% e dos 20% mais ricos foi negativa (–0,3% e –0,1%, respectivamente). Então, para a renda nacional ter crescido, os mais pobres necessariamente devem ter ganhado. De fato, a taxa de crescimento da renda dos 10% mais pobres atingiu 8% ao ano. Portanto, o período 2001-2005 foi marcado por duas transformações desejáveis na distribuição de renda brasileira: houve crescimento (embora muito modesto) e a desigualdade reduziu-se significativamente (o coeficiente de Gini, por exemplo, caiu 4,6%). A seguir, documentamos a acentuada queda na pobreza ocorrida entre 2001 e 2005. Demonstramos que, ao contrário do que historicamente acontece no país, recentemente, a queda na pobreza resultou sobretudo da redução no grau de desigualdade. A porcentagem de pobres e também a de extremamente pobres caíram cerca de 4,5 pontos percentuais cada uma. A novidade desse período é que, ao contrário de outros episódios históricos em que a pobreza também se reduziu significativamente, dessa vez, a principal força propulsora foi a redução na desigualdade e não o crescimento. Por fim, investigamos o grau de substituição e complementaridade entre crescimento e reduções na desigualdade para o combate à pobreza, demonstrando que para alcançar a mesma queda na pobreza, contando apenas com o crescimento, seria necessário aumentar a renda de todas as famílias em 14,5% e para alcançar a mesma queda na extrema pobreza, seria necessário um crescimento de 22%.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.
Type: Texto para Discussão (TD)
Appears in Collections:Economia. Desenvolvimento Econômico: Livros
Desenvolvimento Social: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.