Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/3145
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSachsida, Adolfo-
dc.contributor.authorMendonça, Mario Jorge Cardoso de-
dc.coverage.spatialBrasilpt_BR
dc.coverage.spatialSão Paulo, Brasilpt_BR
dc.coverage.spatialBahia, Brasilpt_BR
dc.date.accessioned2014-09-16T14:30:15Z-
dc.date.available2014-09-16T14:30:15Z-
dc.date.issued2014-06-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/3145-
dc.description.abstractO objetivo central deste estudo é verificar se as políticas de repressão aos homicídios têm efeitos similares em diferentes estados. Esses métodos de repressão ao crime podem ser divididos em: políticas de incapacitação (encarceramento) e políticas de detenção (taxas de policiamento). Usando dados de homicídio, tanto oficiais como os estimados por Cerqueira (2013), constatou-se que estratégias policiais parecem fazer diferença no combate aos homicídios, o que contradiz o estudo de Levitt (2004) para os Estados Unidos. Sendo assim, os resultados encontrados sugerem que diferentes estratégias policiais podem ter impactos distintos no combate ao crime. Além disso, constatou-se que a mudança na lei de combate às drogas, de 2006, teve como consequência não desejada enfraquecer o impacto da taxa de encarceramento sobre a taxa de homicídios.pt_BR
dc.language.isopt-BRpt_BR
dc.publisherInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.titleCombatendo homicídios no Brasil: o que funciona em São Paulo funciona na Bahia?pt_BR
dc.title.alternativeTexto para Discussão (TD) 1979: Combatendo homicídios no Brasil: o que funciona em São Paulo funciona na Bahia?pt_BR
dc.title.alternativeFighting homicides in Brazil: what works in São Paulo works in Bahia?en
dc.typeTexto para Discussão (TD)pt_BR
dc.rights.holderInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.source.urlsourcehttp://www.ipea.gov.brpt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.description.physical33 p. : il.pt_BR
dc.rights.licenseÉ permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.pt_BR
dc.subject.keywordPolíticas de repressão ao crimept_BR
dc.subject.keywordCriminalidadept_BR
dc.subject.keywordHomicídiospt_BR
dc.subject.keywordTaxa de encarceramentopt_BR
dc.subject.keywordTaxa de policiaispt_BR
ipea.description.objectiveVerificar se as políticas de repressão aos homicídios têm efeitos similares em diferentes estados.pt_BR
ipea.description.additionalinformationSérie monográfica: Texto para Discussão ; 1979pt_BR
ipea.description.additionalinformationReferências bibliográficas: possui referências bibliográficas e bibliografia complementarpt_BR
ipea.access.typeAcesso Abertopt_BR
ipea.rights.typeLicença Comumpt_BR
ipea.englishdescription.abstractThis article verifies the different effects of legal repression over homicide rates across Brazilian states. We analyze the impacts of two different kinds of legal repression: incapacitation (rate of individuals serving time in jail in relation to 100,000 inhabitants) and deterrence (rate of police officers in relation to 100,000 inhabitants). We use both official homicides rate and the adjusted homicides rate estimated by Cerqueira (2013). Our econometric results suggest that different police strategies can have different impact over the homicide rate, which contradicts the study of Levitt (2004). Furthermore, we find evidence that the new Anti-Drug Law of 2006 had as an unintended consequence the decrease of the impact of incarceration rate over homicide rate.pt_BR
ipea.researchfieldsN/Apt_BR
ipea.classificationAdministração Pública. Governo. Estadopt_BR
Appears in Collections:Administração Pública. Governo. Estado: Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD_1979.pdf917.7 kBAdobe PDFView/Open
TD_1979_sumario_executivo.pdf407.33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.