Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5008
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DiscussionPaper_119.pdf582.05 kBAdobe PDFView/Open
Title: Automobile Demand and Supply in Brazil: Effects of Tax Rebates and Trade Liberalization on Price-marginal Cost Markups in the 1990s
Other Titles: Discussion Paper 119 : Automobile Demand and Supply in Brazil: Effects of Tax Rebates and Trade Liberalization on Price-marginal Cost Markups in the 1990s
Oferta e demanda de automóveis no Brasil: efeitos dos incentivos fiscais e da liberalização comercial sobre as taxas altas de markup durante a década de 1990
Authors: Fiuza, Eduardo P. S.
Abstract: Este trabalho é um esforço pioneiro para a estimação da oferta e da demanda de automóveis no Brasil com um modelo de Escolha Discreta em um mercado oligopolístico com produtos diferenciados. Nós aplicamos uma modelagem econométrica de logit hierárquico (Nested Logit) para o lado da demanda, e adotamos a hipótese de firmas fixadoras de preços com múltiplos produtos diferenciados no lado da oferta, para avaliar as profundas transformações ocorridas na indústria automotiva brasileira nos anos 1990, especialmente a adoção de políticas como os incentivos fiscais para os chamados carros populares (introduzidos em 1993) e a liberalização comercial (iniciada em 1991 e revertida parcialmente sob o chamado regime automotivo). Nós constatamos que, embora os carros nacionais ainda auferissem taxas consideravelmente altas de markup em relação aos seus similares importados (líquidas de impostos sobre valor agregado e tarifas) em todos os segmentos de mercado no final da nossa amostra (1997), essas taxas tiveram uma queda drástica e permanente durante o boom de importações de 1995, não apenas por causa dessas importações, mas também em virtude da competição doméstica mais acirrada. Uma constatação, talvez surpreendente, é que, ao contrário do verificado em estudos em outros países, os carros populares e compactos têm as maiores taxas de markup, na medida em que são muito menos ameaçados pela competição estrangeira do que os carros grandes e de luxo. Essas taxas não se traduzem em margens preçocusto mais altas também em unidades monetárias, mas, devido ao grande volume de vendas, esses modelos correspondem a grandes percentagens dos lucros das firmas.
References: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/2805
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: Reproduction of this text and the data it contains is allowed as long as the source is cited. Reproductions for commercial purposes are prohibited.
Type: Discussion Paper
Appears in Collections:Indústria: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.