Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5278
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Comunicados_n115_Perfil.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open
Title: Perfil dos migrantes em São Paulo
Other Titles: Comunicados do Ipea 115 : Perfil dos migrantes em São Paulo
Authors: Araújo, Herton Ellery
Codes, Ana Luiza Machado de
Acioly, Luciana
Calixtre, André
Oliveira, Larissa
Abstract: Esta Comunicado busca analisar a inserção social do contingente de migrantes na região metropolitana de São Paulo e compará-la com a situação dos não migrantes. O processo de urbanização brasileiro levou à formação de grandes centros urbanos, os quais atraíram significativos contingentes populacionais. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2009 (PNAD) do IBGE considera 10 regiões metropolitanas, que concentram mais de 30% da população brasileira. Na maior delas, São Paulo, residem 10% dos brasileiros. Para analisar a inserção social dos migrantes que afluíram para os grandes centros urbanos, optou-se por tratar a população de 30 a 60 anos, pois, nessa idade, a vida profissional das pessoas tende a estar mais definida. Considerando o local de nascimento da população de 30 a 60 anos – se dentro de determinado estado ou fora dele –, percebe-se que as RMs do Distrito Federal e de São Paulo destacam-se como os polos com maiores contingentes de migrantes. O Distrito Federal tem cerca de 75% de sua população adulta originária de outros estados ou países, enquanto, na região metropolitana de São Paulo, essa proporção é de aproximadamente 45%. O caso do Distrito Federal é peculiar em dois sentidos: em primeiro lugar, é uma cidade nova, criada há cerca de 50 anos para ser sede do governo federal. Por esse motivo, houve forte incentivo migratório. Em segundo lugar, o contingente de migrantes no DF está superestimado em relação aos das outras RMs, porque se trata de uma cidade-estado: quem não nasceu na cidade, também não nasceu no estado. Nas demais regiões metropolitanas, diversamente, os migrantes intraestatuais – ou seja, aqueles que nasceram fora da RM, mas dentro do estado, não foram considerados como migrantes, devido às limitações dos dados da PNAD. Por isso, São Paulo emerge como a RM que atrai com maior intensidade pessoas de todas as regiões brasileiras, além de estrangeiros.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.ipea.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários os termos de uso da obra e quem é o detentor dos direitos autorais, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Proibido o uso comercial ou com finalidades lucrativas em qualquer hipótese. Proibida a criação de obras derivadas. Proibida a tradução, inclusão de legendas ou voz humana. Para imagens estáticas e em movimento (vídeos e audiovisuais), ATENÇÃO: os direitos de imagem foram cedidos apenas para a obra original, formato de distribuição e repositório. Esta licença está baseada em estudos sobre a Lei Brasileira de Direitos Autorais (Lei 9.610/1998) e Tratados Internacionais sobre Propriedade Intelectual.
Type: Comunicados do Ipea
Appears in Collections:Sociedade. Participação Social. Controle Social: Relatórios de Atividades / Técnicos



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.