Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5299
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorOrair, Rodrigo Octávio-
dc.coverage.spatialBrasilpt_BR
dc.coverage.temporal2005-2014pt_BR
dc.date.accessioned2015-11-13T13:24:53Z-
dc.date.available2015-11-13T13:24:53Z-
dc.date.issued2015-08-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5299-
dc.description.abstractO texto utiliza séries mensais da carga tributária para subsidiar uma investigação dos determinantes da sua evolução recente. As estimativas mostram que a carga alcançou 33,4% do produto interno bruto (PIB) em 2014, que é um valor um pouco abaixo dos 33,6% de 2005, sem mostrar indícios de tendência expansiva. Analisa-se também a política tributária do período que é caracterizada pelo predomínio das desonerações. A partir destas constatações, o estudo dedica-se a explorar um paradoxo: por que a carga tributária se manteve rígida às significativas desonerações no decênio 2005-2014? São investigadas as causas deste paradoxo por uma análise descritiva e uma modelagem econométrica de parâmetros variáveis. Os objetivos principais são avaliar as trajetórias dos componentes das receitas tributárias, suas relações com as bases econômicas de incidência e possíveis influências das desonerações nestas relações.pt_BR
dc.language.isopt-BRpt_BR
dc.publisherInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.titleDesonerações em alta com rigidez da carga tributária : o que explica o paradoxo do decênio 2005-2014?pt_BR
dc.title.alternativeTexto para Discussão (TD) 2117 : Desonerações em alta com rigidez da carga tributária : o que explica o paradoxo do decênio 2005-2014?pt_BR
dc.typeTexto para Discussão (TD)pt_BR
dc.rights.holderInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.source.urlsourcehttp://www.ipea.gov.brpt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.description.physical44 p. : il.pt_BR
dc.subject.vcipeaIPEA::Finanças Públicas. Bancos. Relações Monetárias Internacionais::Finanças Públicas. Tributação::Tributação::Incidência Tributáriapt_BR
dc.subject.vcipeaIPEA::Finanças Públicas. Bancos. Relações Monetárias Internacionais::Finanças Públicas. Tributação::Tributação::Receitas Fiscaispt_BR
dc.rights.licenseÉ permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.pt_BR
dc.subject.keywordCarga tributáriapt_BR
dc.subject.keywordModelo de parâmetros variáveispt_BR
dc.subject.keywordDesonerações tributáriaspt_BR
ipea.description.additionalinformationPossui referências bibliográficaspt_BR
ipea.description.additionalinformationSérie Monográfica: Texto para Discussão ; 2117pt_BR
ipea.access.typeAcesso Abertopt_BR
ipea.rights.typeLicença Comumpt_BR
ipea.englishdescription.abstractThis paper uses Brazilian monthly tax burden time series as an input for a study of its recent dynamic determinants. The estimates show that tax burden reached 33,4% of GDP in 2014 that is lower than 33,6% of 2005 and without trend of growth. In addition, it presents an analysis of tax policy in Brazil that is characterized by tax cuts predominance. Based on these assumptions the paper is dedicated to a paradox: why is the tax burden growing in the presence of tax cuts during the 2005-2014 decade? The causes of this paradox are investigated by a descriptive analysis and an econometric model with variable parameters. The main objectives are: to evaluate different trajectories of taxes by the economic base on which they are levied, relations among taxing and economic bases and influences of tax cuts.pt_BR
ipea.researchfieldsN/Apt_BR
ipea.classificationSistema Tributáriopt_BR
Appears in Collections:Sistema Tributário: Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
td_2117.PDF898.86 kBAdobe PDFView/Open
td_2117_sumex.pdf41.54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.