Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/5302
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Comunicado_n29_Desemprego.pdf212.91 kBAdobe PDFView/Open
Title: A desigualdade no desemprego no Brasil metropolitano
Other Titles: Comunicado da Presidência 29 : A desigualdade no desemprego no Brasil metropolitano
Authors: Matijascic, Milko
Dias, Guilherme
Castro, Daniel
Portari, Douglas
Santos, James Richard
Goveia, Luana
Landin, Tarcila
Maciel, Vinicius
Jacob, André
Prado, Daniel
Ferreira, Vinicius
Abstract: O mercado de trabalho se constitui dependente do funcionamento mais geral da economia nacional, o que torna sem razão, na maior parte das vezes, a responsabilização da oferta de mão-de-obra pelo desemprego. Por manter estreita relação com a dinâmica da produção e a organização do emprego (padrão tecnológico e relação de trabalho), a existência de excedentes da mão-de-obra termina sendo diretamente fruto tanto do ritmo de expansão da economia como do grau de distribuição de renda capaz de levar à inatividade remunerada parcela da população com menor produtividade (crianças, doentes, idosos entre outros segmentos identificados pelas políticas públicas como portadores de menor capacidade laboral). Assim, o compromisso político em torno do objetivo do pleno emprego, aliado aos esforços de melhor repartição da renda nacional, especialmente para os segmentos populacionais mais vulneráveis, constituem as principais referências de enfrentamento da condição de pobreza. Ela existe – em maior ou menor dimensão – quando a capacidade de gerar emprego pela economia mostra-se insuficiente para absorver a todos os trabalhadores, assim como as políticas de proteção social e trabalhista não se mostram efetivas e eficazes para todos. Além da relação entre desemprego e pobreza, pode-se encontrar no funcionamento do mercado de trabalho a presença de elementos que reproduzem a desigualdade no interior da oferta de mão-de-obra. Em função disso, o estudo a seguir pretende analisar, brevemente, a condição de pobreza e da desigualdade a partir do comportamento do desemprego da força de trabalho nas seis principais regiões metropolitanas do país (Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife) desde 2002, quando o IBGE introduziu nova metodologia na Pesquisa Mensal de Emprego (PME).
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.ipea.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários os termos de uso da obra e quem é o detentor dos direitos autorais, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Proibido o uso comercial ou com finalidades lucrativas em qualquer hipótese. Proibida a criação de obras derivadas. Proibida a tradução, inclusão de legendas ou voz humana. Para imagens estáticas e em movimento (vídeos e audiovisuais), ATENÇÃO: os direitos de imagem foram cedidos apenas para a obra original, formato de distribuição e repositório. Esta licença está baseada em estudos sobre a Lei Brasileira de Direitos Autorais (Lei 9.610/1998) e Tratados Internacionais sobre Propriedade Intelectual.
Type: Comunicados do Ipea
Appears in Collections:Emprego. Trabalho: Relatórios de Atividades / Técnicos



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.