Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/6872
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD-2214.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open
TD-2214_Sumex.pdf38.41 kBAdobe PDFView/Open
Title: Desigualdades de gênero em tempo de trabalho pago e não pago no Brasil, 2013
Other Titles: Texto para Discussão (TD) 2214 : Desigualdades de gênero em tempo de trabalho pago e não pago no Brasil, 2013.
Authors: Pinheiro, Luana Simões
Medeiros, Marcelo
Abstract: Avalia-se a desigualdade de gênero no uso do tempo para trabalho no Brasil dividindo-se o tempo total de trabalho em trabalho pago (mercado) e não pago (doméstico) a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2013. Conclui-se que há muita desigualdade dentro do grupo dos homens, bem como dentro do grupo das mulheres. A maior parte da desigualdade dentro desses grupos está associada à polarização entre trabalhar ou não. Os trabalhos femininos, pago e não pago, são os que mais contribuem para a desigualdade total na sociedade. O trabalho doméstico masculino não é frequente e por isso contribui pouco para a desigualdade. Os principais determinantes do diferencial de gênero na duração das jornadas de trabalho são a proporção de pessoas que fazem trabalho pago e a duração do trabalho não pago. A divisão sexual do trabalho não é caracterizada por um espelhamento de atividades e, por isso, as mulheres invariavelmente trabalham mais que os homens, mesmo quando as desigualdades dentro dos grupos são consideradas.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.
Type: Texto para Discussão (TD)
Appears in Collections:Desenvolvimento Social: Livros
Demografia. População: Livros
Sociedade. Participação Social. Controle Social: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.