Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/7461
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RP_Reserva_2016.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open
Title: Reserva de vagas para negros na administração pública
Authors: Volpe, Ana Paula Sampaio
Silva, Tatiana Dias
Abstract: O relatório mostra que conquanto a primeira legislação antirracista date de 1951, as ações afirmativas para população negra no Brasil ganharam expressão a partir dos anos 2000, com as experiências das universidades. De fato, a partir da intensa participação brasileira na Conferência de Durban e dos compromissos assumidos no respectivo plano de ação, as desigualdades raciais passaram a assumir maior espaço na agenda governamental. As desigualdades entre negros e brancos, o racismo e seus efeitos foram objeto de constante denúncia do movimento social negro, estudiosos e demais ativistas. No entanto, o propalado mito da democracia racial promoveu imaginário social que obstou o reconhecimento do racismo e das desigualdades raciais pelo governo brasileiro e por vários setores sociais.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.
Type: Relatório de Pesquisa
Appears in Collections:Administração Pública. Governo. Estado: Livros
Desenvolvimento Social: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.