Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/7693
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD_2277.pdf3.14 MBAdobe PDFView/Open
TD_2277_sumex.pdf130.36 kBAdobe PDFView/Open
Title: O Mercado de trabalho na fronteira do agronegócio : quanto a dinâmica no Matopiba difere das regiões mais tradicionais?
Other Titles: Texto para Discussão (TD) 2277 : O mercado de trabalho na fronteira do agronegócio : quanto a dinâmica no Matopiba difere das regiões mais tradicionais?
Authors: Serigati, Felippe
Rodrigues, Raquel Magossi
Possamai, Roberta
Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Abstract: Este estudo tem como objetivo principal analisar a dinâmica do mercado de trabalho na região do Matopiba e compará-la com a evolução do mercado de trabalho no agronegócio brasileiro como um todo. O trabalho faz parte de um projeto de pesquisa que visa realizar um diagnóstico da socioeconomia e das condições institucionais das macrorregiões Nordeste e Norte do Brasil, de maneira a subsidiar a implementação de políticas públicas e a aplicação de instrumentos de desenvolvimento regional. Por meio dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua realizada entre o primeiro trimestre de 2012 e o primeiro trimestre de 2016, ficou claro que, por um lado, embora o agronegócio tenha gerado uma quantidade cada vez menor de postos de trabalho dentro do próprio setor, por outro, conseguiu dinamizar o mercado de trabalho do Matopiba, aumentando o rendimento médio da população ocupada da região e aquecendo o setor de serviços local. Por trás dessa dinâmica aparentemente contraditória há o sucesso do agronegócio brasileiro, que, por meio de tecnologias mais intensivas em capital e poupadoras de mão de obra, conseguiu aumentar a sua produtividade e gerar volumes crescentes de renda, liberando força de trabalho para outros setores. No Matopiba, a renda gerada pelo agronegócio aqueceu o setor de serviços que, por sua vez, dinamizou o mercado de trabalho local, possibilitando a incorporação de um volume de mão obra maior do que aquele que foi liberado pelas atividades do universo agro. Embora essa dinâmica fique clara ao se decompor os dados sobre o mercado de trabalho no Matopiba, no restante do país é possível observar apenas que o agronegócio contraiu a população ocupada em suas atividades, permanecendo dúvidas se, de fato, promoveu o aquecimento do mercado de trabalho no setor de serviços.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.
Type: Texto para Discussão (TD)
Appears in Collections:Emprego. Trabalho: Livros
Agricultura, Pecuária e Pesca: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.