Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8510
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDiniz, Tiago Barbosa-
dc.coverage.spatialBrasilpt_BR
dc.date.accessioned2018-07-24T18:19:28Z-
dc.date.available2018-07-24T18:19:28Z-
dc.date.issued2018-06-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8510-
dc.description.abstractA capacidade de geração de energia eólica no Brasil aumentou de 27,1 MW, em 2005, para 10.740 MW, em 2016, ao mesmo tempo em que os preços diminuíram de R$ 365,56, nas primeiras usinas, para R$ 129,97, nos leilões realizados em 2014, e R$ 178,00, em 2015. Esse desenvolvimento ocorreu sob a égide de políticas públicas voltadas para fontes renováveis, em especial o Programa de Incentivos a Fontes Alternativas de Energia (Proinfa). O objetivo deste trabalho é investigar se tal crescimento foi sustentado pelo Estado via empresas vinculadas ou pelo investimento privado como resposta ao arranjo político-regulatório, no sentido estabelecido pela teoria da nova economia das instituições (NEI). Por meio da compilação e análise de informações sobre a cadeia societária de 719 usinas eólicas, verificou-se que, destas, 483 possuem sócios exclusivamente privados, ao passo que as demais 236 usinas têm o Estado em sua cadeia societária. Os resultados evidenciam que a maior parte dos projetos de geração eólica implantados no país durante os últimos dez anos foi conduzida pelo setor privado, reforçando que o arcabouço regulatório e institucional estruturado para o setor foi bem-sucedido em estimular os investimentos privados.pt_BR
dc.language.isopt-BRpt_BR
dc.language.isoen-USpt_BR
dc.language.isoes-ESpt_BR
dc.language.isofr-FRpt_BR
dc.publisherInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.titleExpansão da indústria de geração eólica no Brasil : uma análise à luz da nova economia das instituiçõespt_BR
dc.title.alternativeThe Expansion of the industry of wind electricity generation in Brazil : a new institutional economic analyzept_BR
dc.title.alternativeExpansión de la industria de generación eólica en Brasil : un análisis a la luz de la nueva economía de las institucionespt_BR
dc.title.alternativeExpansion de l’industrie éolienne au Brésil : une analyse à la lumière de la nouvelle économie des institutionspt_BR
dc.typePlanejamento e Políticas Públicas (PPP) - Artigospt_BR
dc.rights.holderInstituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)pt_BR
dc.source.urlsourcehttp://www.ipea.gov.br/ppppt_BR
dc.location.countryBRpt_BR
dc.description.physicalp. 233-255 : il.pt_BR
dc.subject.vcipeaIPEA::Indústria::Energia::Energia. Fontes de Energia. Combustíveis::Energia Eólicapt_BR
dc.subject.vcipeaIPEA::Condições Econômicas. Pesquisa Econômica. Sistemas Econômicos::Condições Econômicas::Crescimento Econômico::Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.subject.vcipeaIPEA::Finanças Públicas. Bancos. Relações Monetárias Internacionais::Moedas. Financiamento::Investimento::Investimentos Privadospt_BR
dc.subject.vcipeaIPEA::Condições Econômicas. Pesquisa Econômica. Sistemas Econômicos::Sistemas Econômicos::Propriedades::Empresas Públicaspt_BR
dc.rights.licenseÉ permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.pt_BR
dc.subject.keywordEnergia eólicapt_BR
dc.subject.keywordDesenvolvimentopt_BR
dc.subject.keywordInvestimentospt_BR
dc.subject.keywordNova economia das instituições (NEI)pt_BR
dc.relation.referenceshttp://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8497pt_BR
ipea.description.objectiveInvestigar se tal crescimento foi sustentado pelo Estado via empresas vinculadas ou pelo investimento privado como resposta ao arranjo político-regulatório, no sentido estabelecido pela teoria da nova economia das instituições (NEI).pt_BR
ipea.description.additionalinformationArtigo publicado em: Planejamento e Políticas Públicas (PPP): n. 50, jan./ jun. 2018.pt_BR
ipea.description.additionalinformationResumos em português, inglês, espanhol e francês.pt_BR
ipea.description.additionalinformationPossui referências.pt_BR
ipea.access.typeAcesso Abertopt_BR
ipea.rights.typeLicença Comumpt_BR
ipea.englishdescription.abstractThe capacity of generation of wind power in Brazil was increased from 27.1 MW in 2005 to 10.740 MW in 2016 while the prices decreased from R$ 365.56 in the first plants to R$ 129.97 in auctions realized in 2014 and to R$ 178.00 in those occurred in 2015. This development was possible due to a policy specifically to renewable sources – Proinfa. The main object of this paper is to analyze if this expansion was supported by public companies or by investments of private sector as a response to the policy arrangement as pointed by NIE theory. Exploring a large database with information about ownership of Brazilian energy projects, I founded that for 719 plants in the database only 483 have private partners while 236 have the government in their ownership structure. My results suggest that the development of wind power in Brazil was supported more by the private sector than by the public companies in the last ten years and shows that Brazilian policies for renewable energy have been successful in estimulating private investments.pt_BR
ipea.researchfieldsN/Apt_BR
ipea.classificationEnergiapt_BR
Appears in Collections:Energia: Artigos

Files in This Item:
File SizeFormat 
ppp_n50_expansão.pdf206.49 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.