Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8511
Files in This Item:
File SizeFormat 
ppp_n50_impactos.pdf538.79 kBAdobe PDFView/Open
Title: Impactos da terceirização sobre a remuneração dos trabalhadores assalariados formais no Brasil
Other Titles: Impacts of outsourcing on the remuneration of formal wage employees in Brazil
Impactos de la tercerización en la remuneración de los asalariados formales en Brasil
Impacts de l’externalisation sur la rémunération des salariés formels au Brésil
Authors: Campos, André Gambier
Abstract: Este artigo traz novos insumos para o debate sobre a terceirização no Brasil atual. Ele estima o número de assalariados afetados por esse fenômeno, por meio de uma metodologia envolvendo registros administrativos recém-disponibilizados. Com essa metodologia, encontram-se 4,02 milhões de terceirizados, que correspondem a 11,7% do total de assalariados do setor privado urbano. Ao comparar a remuneração dos assalariados diretos e dos terceirizados, percebe-se que há variação negativa da remuneração em desfavor dos últimos. É verdade que outros atributos também afetam a remuneração dos terceirizados. Não obstante, em meio a este grupo de assalariados, a terceirização ganha destaque como fator observável que pode “explicar” a variação na remuneração. Seja como for, são necessários estudos adicionais, enfocando os impactos da terceirização, antes de qualquer deliberação sobre o assunto. Em particular, antes de qualquer deliberação do Congresso Nacional, que está prestes a votar uma nova regulação sobre terceirização no Brasil.
References: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/8497
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.
Type: Planejamento e Políticas Públicas (PPP) - Artigos
Appears in Collections:Emprego. Trabalho: Artigos



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.