Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/3150
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TD_1982.pdf766.69 kBAdobe PDFView/Open
TD_1982_sumario_executivo.pdf618.62 kBAdobe PDFView/Open
Title: Evolução da formação de engenheiros e profissionais técnico-científicos no Brasil entre 2000 e 2012
Other Titles: Texto para Discussão (TD) 1982: Evolução da formação de engenheiros e profissionais técnico-científicos no Brasil entre 2000 e 2012
Evolution of training among engineers and scientific and technical professionals between 2000 and 2014
Authors: Gusso, Divonzir Arthur
Nascimento, Paulo A. Meyer M.
Abstract: Este artigo analisa a evolução da educação terciária no Brasil de 2000 a 2012, com foco particularmente nas grandes áreas de ciências, matemática e computação e de engenharia, produção e construção. Para tanto, utiliza dados do Censo da Educação Superior para construir indicadores de demanda por e de oferta de cursos, destacando número de cursos, de vagas, de matrículas e de conclusões. A evolução desses indicadores é apresentada em separado para os sistemas público e privado e para as universidades e demais instituições de ensino superior. As tendências são observadas, ainda, para as instituições classificadas por Steiner (2005, 2006) a partir do tipo de diploma de graduação, do número de mestres e doutores titulados e das áreas dos diplomas conferidos, como universidades de pesquisa e doutorado. Questões relativas à qualidade também são discutidas, partindo tanto do desempenho observado no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), quanto dos fluxos de egressos das universidades de pesquisa e doutorado de Steiner (2005, 2006) e das instituições de elite de Carnoy et al. (2013). Busca-se, com esses esforços, delinear o contexto, a dimensão e o padrão de qualidade nos quais os profissionais técnico-científicos são formados no Brasil. Os resultados sugerem que o fluxo de conclusões nessas áreas tem se expandido ano a ano. Porém, além de ainda ser baixa em comparação a outros países, a formação de pessoal técnico-científico de nível superior no Brasil é concentrada em cursos e instituições de baixo desempenho.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas.
Type: Texto para Discussão (TD)
Appears in Collections:Educação: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.