Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/4831
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DiscussionPaper_27.pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open
Title: Measuring and explaining total factor productivity growth : Brazilian manufacturing in the seventies
Other Titles: Discussion Paper 27 : Measuring and explaining total factor productivity growth : Brazilian manufacturing in the seventies
Medição e explicação do crescimento da produtividade total dos fatores : produção brasileira nos anos setenta
Authors: Pinheiro, Armando Castelar
Abstract: Na primeira parte do trabalho, utilizamos índices translog para medir a Taxa de Crescimento da Produtividade Total de Fatores (TFPG) em 80 diferentes setores da indústria de transformação brasileira no período 1970-1990. Na segunda parte, realizamos correlação e análises de regressão para identificar variáveis ​​associadas com as diferenças entre setores na taxa de crescimento da produtividade. A TFPG em média mostrou uma taxa de 2,6% p.a. nos anos setenta e foi responsável por um quinto do crescimento da produção. Setores que experimentaram TFPG rápida eram os que expandiram a participação das exportações na produção, confiaram mais em máquinas e material de insumos importados, tinham uma força de trabalho mais qualificada, reduziram os seus rácios de capital-produto, investiram mais, tinham a produção concentrada em um número menor de empresas jovens e de crescimento rápido e experiente, de estabelecimento de tamanho médio. Ao todo, os resultados sugerem que TFPG é determinada principalmente pela estrutura econômica. A orientação para a exportação, apesar de ter uma influência positiva e significativa, não parece ser o motor do crescimento que muitos têm postulado. A TFPG parece estar associada, principalmente, à industrialização, e os principais fatores parecem ser a capacidade de explorar economias de escala, a dependência de setores industrialmente concentrados, a capacidade de ter um grande proporção de trabalhadores qualificados na força de trabalho, e a capacidade para manter o estoque de capital tecnologicamente atualizado e em um caminho de rápida expansão.
References: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/1371
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: Reproduction of this text and the data it contains is allowed as long as the source is cited. Reproductions for commercial purposes are prohibited
Type: Discussion Paper
Appears in Collections:Indústria: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.