Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ipea.gov.br/handle/11058/10531
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
td_2638.pdf1.72 MBAdobe PDFView/Open
td_2638_sumex.pdf557 kBAdobe PDFView/Open
Title: Desenvolvimento da agricultura de baixo carbono no Brasil
Other Titles: Texto para Discussão (TD) 2638 : Desenvolvimento da agricultura de baixo carbono no Brasil
Authors: Telles, Tiago Santos
Vieira Filho, José Eustáquio Ribeiro
Righetto, Ana Julia
Ribeiro, Marina Ronchesel
Abstract: Em 2009, o Brasil se comprometeu com a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE). Desde então, instituiu-se a Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC). Em 2010, foi elaborado o Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC). Com as ações do Plano ABC buscou-se recuperar pastagens degradadas, expandir a adoção dos sistemas integrados de lavoura-pecuária-floresta, dos Sistemas Agroflorestais (SAFs) e do Sistema Plantio Direto (SPD), difundir a Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN), plantar florestas e tratar dejetos animais. Nesse contexto, este estudo tem por objetivo verificar as mudanças no uso da terra, o crescimento da produção agropecuária brasileira e o cumprimento das do Plano ABC. A partir dos resultados é possível constatar que os compromissos internacionais acordados pelo Brasil foram cumpridos. A expansão na adoção das tecnologias do Plano ABC atingiu 154% da meta; e a mitigação de CO2, o equivalente a 113% da meta. Todavia, a recuperação de pastagens degradadas e o tratamento de dejetos animais se apresentam como dois dos principais gargalos da questão produtiva e para agricultura de baixa emissão de carbono no Brasil. Em termos de mitigação, é necessário ampliar os investimentos na recuperação de pastagens degradadas e no tratamento de dejetos animais. Em síntese, os indicadores sinalizam que a agropecuária brasileira está cada vez mais centrada na sustentabilidade ambiental e no desenvolvimento de tecnologias de baixa emissão de carbono, que são poupadoras de recursos naturais.
Rights holder: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
License: É permitida a reprodução deste texto e dos dados nele contidos, desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas
Type: Texto para Discussão (TD)
Appears in Collections:Meio Ambiente. Recursos Naturais: Livros



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.